quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Um beija flor de outono



Era madrugada de outono, ele havia recém chegado da balada em uma cidade movimentada porém ainda pouca descoberta, ela? Ela estava há milhas e milhas dali, ambos iniciaram o contato através da web, ahh..a internet, esse emaranhado de conexões, vontades, desejos e decepções..

Começou com um boa noite besta, ele ainda alcoolizado e ela surpresa pelo contato, tentava desviar o assunto e se fazia de desentendida, provocava e jogava charme com ele, ele um tonto, um bobo, ia seguindo o caminho e caia nas suas graças..

Trocaram números, falaram coisas das quais não se lembrariam depois não fosse o histórico de conversa, ela ainda geograficamente distante porém próxima em sentimentos e desejo o que lhe era correspondido...

O tempo passou, ele cresceu, se adaptou e tomou novos rumos, ela também, agora já morava em alguma das capitais desse imenso e vasto país, já tinha encontrado um novo romance e já havia outro para trocar mensagens e sorrisos enquanto alcoolizada ou não, encontrou  alguém para lhe tirar aquele sorriso bobo e lindo, encontrou quem a amasse e a merecesse, ele tentava sobreviver a loucura e insanidade do dia a dia, entre uma dose e outra, entre um cigarro e outro, só fazia era se lamentar..

Ambos ainda conversam às vezes, são amigos, possuem um carinho mutuo, pena não poder revelar ao mundo, não poder gritar aos 4 cantos e não ser aquela que a faz feliz, pena tudo que resta a ele é uma canção e a lembrança do seu sorriso...garçom, volta a musica e me traga mais um dose, é o que lhe resta.


--------------

Anderson T Mendes, 13/10/2016 - Camboriu/SC

Fonte imagem: https://br.pinterest.com/pin/1337074869188404/

Nenhum comentário:

Postar um comentário