quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Uma madrugada a beira mar...





''É sempre assim...estou me acostumando com isso, meu coração aos poucos vai criando uma armadura, vai se trancando em uma cela fria e sem iluminação..sim, ele esta começando a ter medo e a duvidar do amor..será que de fato existe o amor?

Sentei me na beira mar, era agraciado pelo luar e pelo brilho das estrelas, podia ver as ondas se quebrando e escutar o som delas no seu maravilhoso vai e vem, acendi um cigarro, entre as pernas apenas um copo de whisky e um celular de onde saia uma velha canção do Pink Floyd, um trago no meu cigarro e posso ver a fumaça se misturando e se perdendo na atmosfera...agora um gole de whisky, escute o solo..ouça a bateria..

Em meios a pensamentos alucinantes buscava entender um sentido, uma resposta mas novamente descobri que não havia..existem coisas que são feitas apenas para que sejam aceitas e não questionadas...mais um gole de whisky, mais um trago..sinta a melodia, se deixa levar pelo barulho das ondas que sincronizam perfeitamente ao som das vocais...

Aos poucos sinto como se meu corpo flutuasse, não estou mais certo do que está acontecendo, o som está ficando baixo, as ondas estão se afastando, as estrelas parecem me indicar um caminho mas não estou certo...a lua desaparece e me deixa numa completa escuridão..ouço uma voz, ela vem lá longe..escuto..parece ser a sua voz..você está correndo cada vez mais, eu posso perceber..tento me levantar para ir ao teu encontro mas é em vão, eu não estou flutuando como eu pensei, eu estou preso na areia,na areia da solidão e confusão, na areia cheia de porquês e duvidas, `descubro que na verdade é o meu coração que me aprisionou, eu já não posso mais sentir o teu calor..não posso me mexer...será que você vem ao meu encontro para me salvar??

Sim, você chega perto de mim, me liberta da prisão que estou imerso, me abraça, posso sentir o calor de seus braços envolvendo o meu pescoço, posso sentir o cheiro do seu perfume, do seu cabelo, o toque suave de suas mãos, sinto o toque suave de seus lábios, o encontro de nossas línguas..sim você está me libertando...já não me sinto mais preso..eu posso voar, eu posso te abraçar e posso te tocar, posso te acariciar, posso sussurrar ao teu ouvido o quanto você me é importante..eu quero sussurrar isso sempre pra você, não me importa o que você fez, ou o que deixou de fazer..o que importa é que você esteja comigo, pois eu quero estar com você...

E quanto eu começo a voar você me tira as asas e me provoca uma queda imensa, mais uma vez..será que isso vai mesmo virar rotina?? Espero poder acordar desse pesadelo logo...''

Anderson Toledo Mendes - Nova Londrina, PR

Nenhum comentário:

Postar um comentário