quinta-feira, 3 de novembro de 2011

A morena do meu outubro...




Pele clara e cabelos escuros, assim que se despediu meu setembro e começou meu outubro, com um sorriso lindo e encantador, um jeitinho todo meigo, um sorriso que apaixona e um jeito de olhar que provoca arrepios por todo o corpo..

Seus lábios, tão bem desenhados, tão desejados, sua pele,lisa e macia, é assim que eu a imagino, ainda não tive o prazer de tocá-la, não tive a honra de acariciar aqueles cabelos, sentir o cheiro do seu pescoço, tocar com desejo e ardor aquele lindo corpo e sentir o sabor daquela boca tão cobiçada que promete ser deliciosa, seus olhos, tem um certo jeito de enlouquecer até o mais são de todos os homens, suas curvas, tão perfeitas, tão bem feitas,despertam me um desejo que há muito tempo adormecia...

De olhos fechados, pareço poder te sentir, uma sensação que desperta em mim uma saudade de algo que nem sequer aconteceu e que nem sei se um dia pode chegar a acontecer, mas sei que ao fechar os olhos eu posso fazer acontecer, posso sentir um cheiro que nunca senti e nem sei como é,talvez seja adocicado, talvez levemente amadeirado, cítrico será? Não sei, mas sei que consigo sentir seu rosto quente e macio de encosto ao meu, sinto sua respiração se tornando ofegante e um arrepio estranho percorre agora minha espinha, minhas mãos começam a acariciar suas costas e parecem dançar, sinto o seu cabelo liso e negro, cheiroso e macio entre meus dedos, já não consigo mais responder por mim, minhas mãos passam a ter vontade própria e aos poucos minha boca começa a se dirigir para a sua, nossos lábios se tocam, um beijo doce, um beijo que vem do fundo da alma, um beijo com sabor de quem há muito tempo anseia por isso, um beijo para ser eterno, um beijo que desperta um sorriso, aquele lindo e apaixonante que antes eu só conhecia por fotos, finalmente posso presencia-lo, ele está ali na minha frente, assim como você...

Escuto alguém me chamando, não, não pode ser, outra vez não, não tem ninguém na cena, somos só nós dois sentados em algum lugar distante, com luzes ao longe que alternam entre acessas e apagadas, um cenário mágico, um luar magnífico e que está testemunhando algo grandioso e parece gostar e aprovar, é um céu repleto de estrelas e sem nuvens, do aparelho do carro sai um rock clássico e perfeitamente aceitável pro momento, e no chão, uma garrafa de vinho aberta, com 2 taças agora pela metade,somos só nós dois, juntos, unidos, abraçados e observando o luar,o luar que agora nos proporciona um belo espetáculo, sim, estamos presenciando um eclipse lunar, e nao há ninguem ali, nada que possa atrapalhar nem interromper, mas de novo escuto a voz,não pode ser, tem alguém me chamando...alguém me despertando, me acordando mais uma vez desse meu sonho e me lembrando que o dia mais uma vez amanheceu e que eu estou deitado sozinho...

E aquele beijo, ahhhh, aquele beijo, que deveria ser eterno, agora não passa de mais um de meus devaneios...


Fonte Imagem: http://teldomar.blogspot.com/2009_03_01_archive.html

 _______________________________
 Anderson Toledo Mendes, Baln. Camboriu-SC


Nenhum comentário:

Postar um comentário