terça-feira, 29 de novembro de 2011

Outra noite (in)comum...




De um trago nesse whisky,
Beba um gole desse cigarro,
Injete um pouco dessa cocaína
Cheire essa heroína,

Algo errado comigo doutor?? Doutor está ai?  Me responde...
Ta ficando escuro, as luzes se apagaram, não escuto mais vozes, escuto passos ao longe, espera, não escuto nem a minha voz, minha boca esta costurada?? Por que não consigo gritar? Ou será que estou surdo?

Está cada vez mais escuro, espere, não vejo mais nada, a escuridão e a solidão é tudo que sinto, estou deitado, mas como foi que eu vim parar aqui? O chão está gelado, um odor insuportável invade agora minhas narinas, não consigo me mexer, meu nariz queima com tamanho mau cheiro, sinto as paredes em volta, estou preso, que raio de lugar é esse?! Uma luz se acende, uma porta se abre, um vulto, uma sombra, uma alucinação da minha mente...

Mais passos, mais barulhos e agora algumas risadas, será que alguém sabe que estou aqui? E o mais importante, quem foi que me colocou aqui?
Calma, mantenha a respiração, mas como é difícil respirar esse ar quente e pesado, um odor inexplicável, me arde o nariz, hora de tentar se lembrar dos últimos acontecimentos, lembro me de ter tido um dia normal, um sol lindo brilhava no céu, a noite já em meu quarto, a lua foi encoberta por nuvens carregadas e tudo que eu via era a chuva batendo e escorrendo no vidro da minha janela,me fazendo lembrar e trazendo de volta tudo aquilo que eu procurava esquecer, tudo se  encaminhava para mais uma noite normal, fui deitar-me e simplesmente amanheci aqui...

Preciso cogitar a possibilidade de estar sonhando ainda, o relógio pode despertar a qualquer momento me fazendo ir para mais um dia de trabalho,que horas são? Que horas seriam?

Tem alguma coisa incomodando minha perna,espere, bolsos...sim, minha calça tem bolsos, por que não pensei em olhá-los antes? Um isqueiro, um maço de cigarros e nada mais, nem telefone, nem chaves, acho que não voltarei tão cedo pra casa... 

- Fonte Imagem:  http://ultradownloads.com.br/papel-de-parede/Quarto-escuro/

__
Anderson Toledo Mendes, Baln. Camboriu-SC

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário